Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100 Million Feelings

100 Million Feelings

30 de Maio, 2020

Uma carta aberta ao antigo eu.

Olá Ana. 

Espero que saibas que a partir deste momento será o enterro de uma parte de ti e um renascimento para um novo "eu".


Sei que os últimos anos tem sido difíceis para ti, sei que tens sofrido bastante e que a vida não tem sido propriamente tua amiga.
Spoiler alert from the future:  vai tudo correr bem! 

Vai ser perfeito? Não.

Neste momento que escrevo isto está tudo bem? Não. 

Nunca está porque és demasiado exigente, determinada e perfecionista com a tua vida. 

Só tu sabes pelo que passaste, só tu sabes o porquê das tuas escolhas. 

E não tens de te sentir mal por queres ser quem tu és. Está tudo bem.

 

Tiveste que aprender a calar as vozes da tua cabeça.

Tiveste que aprender a lutar pelos teus sonhos por ti e não pelos outros.

Tiveste de aprender a não dar ouvidos aos comentários e opiniões dos outros.


Conseguiste dar-te a oportunidade de te  libertares, de tudo e todos, podendo hoje dizer-te: tenho orgulho em ti.
Em mim!

"May the flowers remind us why the rain was so necessary"

Nunca uma frase fez tanto sentido para mim como esta, neste momento. 
Tu consegues ser o que quiseres, tu consegues chegar onde quiseres. 
E sempre que duvidares disso, olha para trás e lembra-te a razão pela qual te faz andar em frente. 

E nunca, em altura alguma, te desculpes por seres quem és. 
Tu és suficiente. 

 

She believed she could, so she did. (1).png

 

8 comentários

Comentar post